´╗┐ Torped´┐Żo 1. Canto de entrada(finalidade e características)                                                        Página Original deste arquivo: http://santuarioluzia.50webs.com/livro.htm
Letra: Deve ser um convite à celebração! Deve falar do motivo da celebração.
Música: De ritmo alegre, festivo, que expresse a abertura da celebração. Cantar, de preferência apenas duas ou três estrofes. Não precisa-se cantar além do momento.

ENTRADA

01 
A Bíblia é a palavra de Deus semeada no meio do povo. Que cresceu, cresceu e nos transformou
ensinando-nos a viver um mundo novo. 1. Deus é bom, nos ensina a viver, nos revela o caminho a seguir: Só no amor partilhando seus dons. Sua presença iremos sentir. 2. Somos povo, o povo de Deus, e formamos o Reino de irmãos. E a Palavra que é viva nos
guia e alimenta a nossa união. 02 A família como vai? Meu irmão venha e responda! Quem pergunta é o Pai, a verdade não esconda. 1. Vem a Igreja, reza e pede o amor que sempre mede, quando é hora de doar? Sufocando o seu desejo, vai vivendo no varejo, não é templo, nem altar? Vai levando a vida em curso, pregadora de discurso, sem combate à opressão? Nada falta tem de tudo, tem até coração mudo e jamais reparti o pão? 2. Num viver de alegria, dia e noite, noite e dia, num atendo agradecer. Com o pouco que se tem, se trabalha para o bem sem deixar ninguém sofrer. Coração que se faz templo, modelando o bom exemplo de amor puro e profundo. Abram templo e coração para que na comunhão, se devolva a paz do mundo. 03 (Natal) A noite se iluminou, * o céu se vestiu de luz, * os anjos cantaram glória, * quando nasceu Jesus. 1. quero ver tua estrela no céu, * iluminando o caminho do bem. * Eu quero ver todo o povo sorrindo * e, junto, seguindo a lição de Belém. 2. quero ver os pastores chegando, * pra visitar o menino Jesus. * Eu quero ver todo o povo sorrindo * e, junto, seguindo a mensagem da luz. 3. quero ver os reis magos chegando * e humildemente adorando o Senhor. * Eu quero ver todo o povo sorrindo * e, junto, seguindo a mensagem do amor. 04 (Crianças) A santa missa vai começar. Abra bem o teu coração. Este é o dia mais feliz. Estar aqui é tudo de bom. 1.Estamos juntos. Pra celebrar a festa maior. Batendo palmas vamos sorrir. Quem é de Deus vive com mais alegria. 2.Todos nós somos irmãos. Fazemos parte da família de Deus. Louvando e adorando chegaremos ao céu. Quem é de Deus vive com mais alegria. 05 (Salmo 94/95) Abre, Senhor, os meus lábios, * pois quero entoar a canção, * que vem da fonte da vida * e toma o meu coração. Abre, Senhor, os meus lábios * e toma o meu coração. Tu és rochedo que salva * nas águas do mar desta vida. * É teu o abismo profundo, * é tua a montanha infinita. Tu és um Deus diferente * que rompe, liberta, alivia. * Um coração mesmo duro, * tu o transformas num dia. Hoje, eu canto a alegria * de estar com teu povo unido. * Sim, somos teus consagrados, * reunidos ao som deste hino. Quando a vida se torna * deserto de dura aflição, * que nós possamos ouvir-te, * mostrando-nos a direção. 06 Abre, Senhor nossos lábios * pra que nossa boca te cante, * eternamente os teus louvores * em tons e acordes vibrantes. Tu és, Senhor, o caminho * que os nossos passos conduz. * Queremos que a tua Palavra * nas trevas pra nós seja luz. Tu és, Senhor, a verdade * em quem professamos a crença. * Queremos que a tua Palavra * do teu grande amor nos convença. 07 (Crianças) 1. Achei o teu caminho, te encontrei, Senhor. * Eu vim devagarinho, mas cheguei, Senhor. * Senhor, não vim sozinho, eu te trouxe o meu amor. * Senhor, não vim sozinho, eu te trouxe o meu amor. Segura as minhas mãos nas tuas mãos, Senhor. * Me guia em meus caminhos pra não me perder. * Senhor, segue meus passos para onde eu for * e prende as minhas mãos nas tuas mãos, Senhor. 2. Jesus, eu sou criança mas já sei te amar. * És minha segurança no meu caminhar. * Eu vou seguir contigo, vou feliz com meu Senhor. * És Pai, irmão e amigo, glória a ti meu salvador. Que bom seguir teus passos, vir ao encontro teu. * Me abandonar nos braços deste amor tão meu. * Eu quero em minha vida me entregar a este amor; * co'a Virgem Mãe querida, lá no céu cantar louvor. 08 Aclamemos nosso Deus, é o Senhor; é bom Pastor e o sirvamos com alegria, com gratidão e muito amor. 1. Vinde todos, louvar nosso Deus * e contar todo o bem que nos fez: preparou-nos a terra e o céu. * Ele mesmo nos fez, somos seus. 2. Vinde todos, entrai com louvor * em sua casa, à mesa do Pai. Ele mesmo se dá para nós. Sua palavra é nosso pão. 3. Vinde todos, provai como é bom. O Senhor nosso Deus é amor, sua bondade é mais alta que o céu, seu amor para sempre há de ser. 09 /:Agora é tempo de ser Igreja, * caminhar juntos, participar.:/ 1. Somos povo escolhido * e na fronte assinalado, * com o nome do Senhor, * que caminha ao nosso lado. 2. Somos povo em missão, * já é tempo de partir; * é o Senhor quem nos envia * em seu nome a servir. 3. Somos povo esperança, * vamos juntos planejar, * ser Igreja a serviço * e a fé testemunhar. 4. Somos povo a caminho, * construindo em mutirão, * nova terra, novo Reino * de fraterna comunhão. 10 Alegres vamos à casa do Pai; e na alegria, cantar seu louvor. Em sua casa, somos felizes: participamos da ceia do amor. 1. A alegria nos vem do Senhor. Seu amor nos conduz pela mão. * Ele é luz que ilumina o seu povo. * Com segurança lhe dá salvação. 2. O Senhor nos concede seus bens. * Nos convida à sua mesa sentar * e partilha conosco o seu pão; * somos irmãos ao redor deste altar. 3. Voltarei sempre à casa do Pai, * de meu Deus cantarei o louvor. * Só será bem feliz uma vida * que busca em Deus sua fonte de amor. 11 (Natal) Aleluia, aleluia! * Glória a Deus nos altos céus, * e na terra paz aos homens, * bem amados filhos seus. 1. Da flor plantada na terra * nasceu um fruto divino. * Um filho foi concebido, * o céu nos deu um menino. 2. O "sim" da virgem Maria, * gerou a luz da esperança. * E Deus o mundo recria * na forma de uma criança. 3. Alegres como os pastores, * cantemos graças a Deus. * Seu Filho vem como pobre * unir a terra e os céus. 12 1. Antes que te formaste dentro do seio de tua mãe, antes que tu nasceste eu te conhecia e te consagrei. Para ser meu profeta entre as nações eu te escolhi. Irás onde eu enviar-te o que eu mando proclamarás. Tenho que gritar,/ tenho que arriscar/ ai de mim se não o faço? Como escapar de ti? como calar? se tua voz arde em meu peito? Tenho que andar /tenho que lutar ai de mim se não o faço./ Como escapar de ti? como calar? se tua voz arde em meu peito? 2. Não temas arriscar-te porque contigo eu estarei. Não temas anunciar-me em tua boca eu falarei. Entrego-te meu povo vai arrancar e derrubar. Para edificares, destruirás e plantarás. 3. Deixa a teus irmãos deixa teu Pai e tua mãe. deixa a tua casa, porque a terra gritando estou. Nada tragas contigo, pois ao teu lado eu estarei. É hora de lutar, porque meu povo sofrendo está. 13 (Natal) 1. Ao chegar o Natal do Senhor * começamos, então, reviver. * Como a terra que a chuva renova, * renovamos também nosso ser. /:Ele nasce esperança, traz libertação; * ensina o caminho ao Pai e ao irmão.:/ 2. O Natal é um apelo de paz, * de justiça que nasce do amor. * Deus chegou para o meio do povo, * teve pena, assumiu nossa dor. 3. Há crianças nascendo sem lar. * Muitas morrem por falta de pão. * Seu gemido inocente se ouve * convidando a estender nossa mão. 14 Ao encontro uns dos outros, * pelo Cristo aqui viemos. * /:Esperança e alegria * neste encontro nós trazemos.:/ E o Cristo que nos une * e de todos é irmão, * /:já está vivo e presente * nesta nossa união.:/ Como é bom estarmos juntos * e unidos no Senhor. * /:Proclamando sua bondade, * sua paz e seu amor.:/ Pelo mundo que precisa * de justiça, paz e amor, * /:trabalhemos e rezemos * pra que haja menos dor.:/ 15 Aqui viemos com alegria pra rezar * neste lugar que nos transmite tanta paz. * Agradecemos a semana que passou * e agradecemos a semana que nos traz. /:Fortalecemos com o Pai essa união * que nos transforma pra viver em comunhão. * Então, aqui, esta família se reuniu, * dia de festa nessa casa de irmãos.:/ E vem chegando esse povo do Senhor * com suas lutas, alegrias e pesar. * O compromisso de viver o seu amor, * mais uma vez aqui viemos nós selar. 16 (Salmo 99) Cante ao Senhor a terra inteira, * sirvam ao Senhor com alegria. * /:Vinde ao seu encontro alegremente.:/ O Senhor é bom, eterno é seu amor! (4x) O Senhor somente é nosso Deus, * ele é quem nos fez e somos seus. * /:Somos o seu povo e seu rebanho.:/ Vinde, aproximai-vos, dando graças, * todos a cantar hinos de alegria. /:Bendizei, louvai seu santo nome.:/ O Senhor é bom, nós repetimos, * sua misericórdia é sem limite, /:seu amor fiel é para sempre.:/ 17 (Crianças) /:Cantemos todos, com alegria, * pois Jesus está na Eucaristia.:/ 1. Em procissão, entremos na Igreja * acompanhando o canto com amor, * pois esta missa, queremos nós que seja * pra nós crianças um ato de louvor. 2. Em união com todas as crianças * o sacerdote conosco vai rezar. * Ofereçamos esta hora de graças * pra que Jesus nos possa abençoar. 18 1. Celebremos com alegria nosso encontro, * Jesus Cristo é nosso ponto de união. * É o caminho que nos leva para a vida, * a verdade que nos traz libertação. Formamos a Igreja viva * que caminha para o Reino do Senhor. * Vivendo em comunidade * nós faremos este mundo ser melhor. 2. Vamos juntos construir fraternidade * trabalhando pela paz universal. * Ser semente de uma nova sociedade, * gente unida para combater o mal. 3. Jesus Cristo realiza a unidade * e não quer que nós vivamos separados. * Na união teremos força pra vencer * e ajudar o nosso irmão desamparado. 19 (Maria-crianças) Celebremos, na alegria, * nossa festa com Maria: * pelo Pai amado, somos convidados * ao banquete do Senhor. É a festa de Jesus que vai acontecer: * feliz está meu coração. * O vinho do amor que Deus hoje me der, * depois eu servirei ao meu irmão! Maria sempre está lá onde está seu Deus! * Viver eu quero assim também, * pois onde está Jesus, é festa, vida e céu: * cantar comigo vem, amigo, vem! 20 (Natal) 1. Chegou a hora de sonhar de novo, de tornar-se povo e se fazer irmão. * Chegou a hora, que ligeiro passa, de ganhar a graça para a conversão. /:Meu caro irmão, * olha pra dentro do teu coração, * vê se o Natal se tornou conversão * e te ensinou a viver.:/ 2. Chegou a hora de viver o Cristo e acreditar que isto é se tornar maior. * Chegou a hora de pensar profundo e perceber que o mundo pode ser melhor. 3. Será difícil tantas mãos unidas não fazer da vida um tempo sem igual. * Será difícil, tanto amor e afeto, não tornar concreto o gesto do Natal. 21 Com a Igreja subiremos o altar do Senhor. 1. Toda a Igreja aqui está * para o encontro com Deus. * Ele mesmo o marcou * para nós, filhos seus. 2. Entre nós e o Pai Santo, * está Jesus, nosso irmão: * mediador, sacerdote, * nosso ponto de união. 3. Rezaremos com Cristo * o perfeito louvor * e seremos pro Pai* uma imagem de amor. 22 (Páscoa) Com a presença de Cristo entre nós, * temos certeza que o Reino chegou. * Tudo de novo renasce de Deus * e o povo sente que tudo mudou. Este é o Reino chegando, aurora nascendo e a fonte jorrando. * Jesus está vivo no meio de nós! Jesus convoca e reúne no amor, * faz enxergar o que o povo não vê. * Revela ao pobre seu grande valor, * garante a vida a todo o que crê. O povo simples encontra em Jesus * uma resposta que vem confirmar: * o que é de Deus, o que é bom, o que é luz... * e um tempo novo que vai começar. 23 (Crianças-Maria) Com Maria vamos celebrar * esta grande festa da Eucaristia. * Com Maria vamos entoar * cantos de louvores neste grande dia. 1. Jesus Cristo, nosso irmãozinho, * com todo carinho vamos festejar. * Pois é ele que nos dá a festa * e deixa a porta aberta pra quem quer entrar. 2. Nosso Deus também está presente, * a vida da gente ele vai mudar. * E depois no nosso dia a dia, * com grande alegria, vamos celebrar. 24 (Crianças) 1.Com muita alegria aqui viemos, * pois esta é a ceia do Senhor. * Jesus é o nosso grande amigo, * sentimos por ele muito amor. Jesus, Jesus amigo, amigo do coração, tu és a nossa vida, nossa força e proteção! 2.Jesus vive sempre bem pertinho, * juntinho ao nosso coração. * Com ele vivemos tão felizes * e nunca sentimos solidão. 3.Jesus gosta muito das crianças, * mostrou que elas têm o seu lugar. * Jesus, fica sempre aqui conosco, * na vida queremos sempre amar. 25 (vocacional) 1.Como nasce o dia e vai cair no entardecer, como saem as aves pra seu ninho construir, como a natureza tem seu tempo, cor e flor, força da semente, muito amor. É assim que o povo vai fazendo acontecer, este mundo novo que as crianças hão de ver, sem temer o mal a esperança irá surgir, nova humanidade a se fazer. Dar as mãos e construir, passo a passo caminhar. O que queres tu de mim, eis-me aqui, ó senhor. 2.São tantos projetos impedindo o acontecer, deste novo Reino de justiça e de paz. Mas é bem maior a nossa força em mutirão, nosso Deus é da libertação. Jovens, operários, lavradores e peões ; os desempregados, desterrados deste chão. Homens e mulheres, esta imensa multidão, é fermento de transformação. 3.A tua palavra nos ensina o que é melhor, ilumina a vida do teu povo que tem fé. É projeto novo de igualdade e comunhão, construir na participação. Ela nos envolve e nos convida a pertencer, nela toda a gente vai saber o que fazer. Neste mundo novo, nesta terra, neste céu, vamos bendizer o que é de Deus 26 1.Conhecer o dízimo é estar na graça de poder doar e também receber.Não se acolhe nada onde não se semeia quem semeia muito, muito vai colher. Vem ser dizimista na comunidade, conhece de perto, não é novidade. Vem ser dizimista na comunidade, caminho que ensina a fraternidade. 2.Quantos gostariam de colher bastante,para ter um pouco mais a oferecer, mas o desemprego que existe é tão grande que não vai deixar isso acontecer. 3.Ninguém é tão pobre que não tenha nada, sequer um sorriso para oferecer.Ninguém é tão rico que tenha demais, que não necessite mais de receber. 4.Que o nosso dízimo seja espontâneo, não seja fruto de obrigação, dentro do espírito da gratuidade, grandeza de Deus pela criação. 27 De todos os cantos do mundo se ouviu, um canto de paz, de todos os cantos do mundo se ouviu, um grito de paz. 1. E todos os pés caminhavam em busca da paz, e todos os povos marchavam em busca da paz, e todas as bocas cantavam, um canto de paz ÔÔÔ Senhor dá-nos paz. 2. E todos partiam o pão e se davam as mãos, e todos sentiam de fato que eram irmãos, e o lobo e o cordeiro bebiam do mesmo riacho, ÔÔÔ Senhor dá-nos a paz. 3. Novo céu e nova terra por causa do pão repartido. Novo céu e nova terra por causa do pão repartido. E todos davam glória, glória a Deus. (2x) Glória, glória, glória, glória a Deus. (2x) Batiam palmas pro céu batiam palmas pra terra. (2x) Palmas para um tempo sem guerra. (3x) E todos os pés caminhavam em busca da paz... 28 De todos cantos viemos, para louvar o senhor, Pai de eterna bondade, Deus vivo e libertador. Todo povo reunido, num canto novo louvará. Glorificado seja! Bendito seja, Jesus salvador! 2. Os pais e mães de família, vamos todos celebrar a força da vida vamos alegres cantar. A juventude, e as crianças, todos reunidos no amor. 3. Lavradores e operários, todo o povo lutador, trazendo nas mãos os frutos e as marcas de sofredor a vida e a luta ofertamos, no altar de Deus criador. 29 (Crianças) Deixai vir a mim as crianças, * um dia disseste Jesus. * Por isso, com muita esperança * viemos buscar tua luz. Hoje novamente chamas todos nós. * Viemos escutar a tua voz. Hoje novamente acolhes todos nós. * Viemos escutar a tua voz. Hoje novamente guardas todos nós. * Viemos escutar a tua voz. 30 (Crianças) Deixai vir a mim as criancinhas, * delas é o Reino do céu! * Quem não se fizer como as crianças, * no meu Reino não pode entrar! Não! Não! Com ternura e com amor, * Jesus Cristo, com elas falava. * E também com muito carinho, * com sua mão as abençoava. 31 (Vocacional) 1. Dentro de mim uma voz insistiu, que eu me entregasse ao amor. Meu coração muitas vezes fugiu, Mas me encontraste, Senhor. Eu tinha tantos caminhos e ouvira tantas propostas, mas caminhava sozinho, não encontrava respostas. Eis que porém certo dia me conquistastes, Senhor, e hoje na Eucaristia venho selar este amor. (2x) 2. Dentro de mim arde um facho de luz, luz que veio do Céu. Meu coração aos irmãos me conduz, já não há muros nem véu. O meu caminho é sereno, mesmo se existem barreiras, Tenho meu cálice pleno de esperanças fagueiras. Tudo porque certo dia me conquistastes Senhor, e hoje na Eucaristia venho selar este amor. (2x) 32 (Vocacional) 1. Dom da vida, ó Pai, celebramos, na alegria de irmãos a cantar, por teu Filho, Jesus, Te louvamos, e queremos com força aclamar. Ó Senhor, nós queremos a vida, em seu povo na fé reunido, na partilha do amor e do pão. 2. Dom da vida é o sonho eterno, de Deus Pai que nos fez filhos seus, seu projeto é um mundo fraterno, e, depois, vida plena nos céus. 3. Dom da vida é a felicidade, de saber com alegria viver, vida plena na paz, na bondade, em Jesus haveremos de ter. 4. Jesus Cristo por nós deu sua vida, testemunho fiel. Bom Pastor, a tal gesto também nos convida, pelo irmão nos doarmos no amor. 33 (Natal) /:É Natal de Jesus! Festa de alegria, de esperança e luz.:/ Toda a terra canta um hino * bendizendo o Salvador * que em Belém se fez menino * dando exemplo de amor! Uma estrela diferente * toda a terra iluminou. * Foi Jesus que, humanamente, * a nós todos se igualou. Nasceu pobre e sem palácio * este Rei que trouxe o bem. * Quis apenas ensinar-nos * a mensagem de Belém. 34 (Crianças) É tão bonito no altar * a mesa sagrada... * de toalha branca, * de vela acesa. * A missa vai começar * na nossa igreja. * A Eucaristia, * com alegria, * vamos celebrar. /:Reunidos na casa do Pai, * nós vamos cantar. * Todos juntos, em comunhão, nós vamos rezar.:/ 35 (Natal) Eis o tempo de conversão, * eis o dia da salvação. * Ao Pai voltemos, juntos andemos, * eis o tempo de conversão! Os caminhos do Senhor são verdade, são amor. * Dirigi os passos meus, em vós espero, ó Senhor. * Ele guia ao bom caminho quem errou e quer voltar, * ele é bom, fiel e justo, ele busca e vem salvar. Viverei com o Senhor, ele é o meu sustento. * Eu confio mesmo quando minha dor não mais agüento. * Tem valor aos olhos seus meu sofrer e meu morrer. * Libertai o vosso servo e fazei-o reviver. A palavra do Senhor é a luz do meu caminho, * ela é vida, é alegria, vou guardá-la com carinho. * Sua lei, seu mandamento, é viver a caridade, * caminhemos todos juntos construindo a unidade. 36 (Vocacional) Eis-me aqui Senhor, eis-me aqui Senhor! Pra fazer tua vontade, pra viver no do amor teu amor: eis-me aqui, Senhor! 1. O Senhor é o Pastor que me conduz. Por caminhos nunca vistos me enviou. Sou chamado a ser fermento, sal e luz. E por isso respondi: aqui estou. 2. Ele pôs em minha boca uma canção. Me ungiu como profeta e trovador, da história e da vida do meu povo. E por isso respondi aqui estou. 3. Ponho a minha confiança no Senhor, da esperança sou chamado a ser sinal. Seu ouvido se inclinou ao meu clamor. E por isso respondi: aqui estou. 37 Entrando em vosso templo, * na casa do Senhor, * trazemos nossa vida * num canto de louvor. Felizes habitamos vossa casa, * como irmãos vos louvaremos para sempre. * Felizes retornamos ao trabalho * porque sois nosso vigor eternamente! Chegar da caminhada, * reunir-se como irmãos. * Partir em nova estrada, * levar Palavra e pão. Em vós está o socorro, * em vós libertação. * Sois Pai e somos filhos, * ouvi nossa oração. 38 /:Ele está no meio de nós, * sua Igreja, povo de Deus.:/ Sempre e em toda parte, * conosco está o Senhor. * Vida, caminho e verdade, * conosco está o Senhor. Fala palavras de vida, * conosco está o Senhor. * Deixa-nos comprometidos, * conosco está o Senhor. Passa fazendo o bem, * conosco está o Senhor. * Quer que façamos o mesmo, * conosco está o Senhor. Neste momento de prece, * conosco está o Senhor. * Junto ao Pai agradece, * conosco está o Senhor. Mesmo em nossas fraquezas, * conosco está o Senhor, * para nos dar o perdão, * conosco está o Senhor. Quando dormimos à noite, * conosco está o Senhor. * Quando de dia lutamos, * conosco está o Senhor. 39 (Vocacional) Ele me ungiu com o óleo santo, Ele me mandou profetizar, pôs na minha boca um novo canto. E é por isso que vivo a cantar. 1. Deus existe e Ele tem um Filho. É o Senhor Jesus de Nazaré, minha vida tem um novo brilho desde que em Jesus depositei a minha fé. 2. Nunca houve, nunca neste mundo. Quem amasse como ele amou, seu amor é um amor profundo, E é por isso que Jesus nos libertou. 40 (Salmo 97/98) 1. Entoai ao Senhor novo canto, * pois prodígios foi ele quem fez. * Sua mão e o seu braço santo * a vitória lhe deram, de vez. Então os povos viram * o Deus que nos salvou. * Por isso, ó terra inteira, * cantai louvor a Deus! 2. O Senhor revelou seu auxílio, * sua justiça aos povos mostrou. * Recordou-se de sua bondade, * em favor de seu povo fiel. 3. Celebrai o Senhor com a harpa, * com viola e saltério cantai. * Com tambores, cornetas e flautas * aclamai ao Senhor, Deus e Rei! 4. Batam palmas o mar e os peixes, * o universo e o que ele contém. * Que os rios alegres aclamem * e as montanhas bendigam a Deus. 41 Entremos com grande alegria * na casa do Senhor. * Em sua fiel companhia, * cantemos seu louvor. Aleluia! Cantemos com amor! * Aleluia! Cantemos seu louvor! * Aleluia! Aleluia! Aqui, todos juntos, oramos * com fé e gratidão * e a bênção de Deus invocamos * de todo o coração. Em nome do Pai sacrossanto, * do Filho Salvador. * No amor do Espírito Santo * vivemos sem temor. 42 (Ecumênico) Estamos aqui, Senhor, * viemos de todo lugar * trazendo o pouco do que somos, * pra nossa fé partilhar. * /:Trazendo o nosso louvor, * um canto de alegria, * trazendo a nossa vontade * de ver raiar um novo dia!:/ Estamos aqui, Senhor, * cercando esta mesa comum, * trazendo idéias diferentes, * mas, em Cristo, somos um. * /:E quando sairmos daqui * nós vamos para voltar, * na força da esperança * e na coragem de lutar.:/ 43 (Pentecostes) Estaremos aqui reunidos, como estavam em Jerusalém, pois só quando vivemos unidos, é que o Espírito Santo nos vem. 1. Ninguém pára esse vento passando, ninguém vê e Ele sopra onde quer. Força igual tem o Espírito, quando faz a Igreja de Cristo crescer. 2. Feita de homens, a Igreja é divina, pois o Espírito Santo a conduz. Como um fogo que aquece e ilumina, que é Pureza, que é Vida, que é Luz. 3. Sua imagem são línguas ardentes, pois amor é comunicação. E é preciso que todas as gentes, saibam quanto felizes serão. 4. Quando o Espírito espalma suas graças, faz dos povos um só coração. Cresce a Igreja, onde todas as raças, um só Deus, um só Pai louvarão. 44 /:Eu buscarei primeiro a Deus * e nada mais me faltará.:/ Felizes somos quando vamos celebrar, * a vida inteira nós trazemos para o altar. Cristo é videira e os ramos somos nós, * nós somos membros deste corpo de Jesus. Em Cristo unidos somos uma só família, * em nosso nome Cristo reza ao Pai do céu. Louvor ao Pai, Filho e Espírito de amor, * agora e sempre, pelos séculos sem fim. 45(Crianças) Eu me alegrei, fiquei feliz, * feliz fiquei, e me alegrei * quando me disseram: vamos para a casa, * vamos para casa do Senhor! * E me convidaram: * vamos para a casa, * vamos para a casa do amor! 1. Se eu busco alegria, * alegria encontro aqui. * Celebremos a alegria * que nos vem do nosso Deus! 2. Se quero a plena vida, * plena vida encontro aqui! * Celebremos esta vida * que nos vem do nosso Deus! 3. Se eu procuro a verdade, * a verdade encontro aqui! * Celebremos a verdade * que nos vem do nosso Deus! 4. Se eu preciso da justiça, * a justiça encontro aqui! * Celebremos a justiça * que nos vem do nosso Deus! 5.Paz, amor, vida e verdade, * todo bem encontro aqui! * Celebremos graça e bênção * que nos vem do nosso Deus! 46 (Crianças) 1. Eu sou feliz, tu és feliz, * porque viemos com o Pai nos encontrar, * para falar, para ouvir * o que ele tem a nos dizer. Com Deus, meu Pai, * eu sou feliz. * Com meus irmãos, * eu sou feliz. 2. O próprio Deus nos preparou * a grande festa do encontro do amor. * E a todos quer alimentar * com Jesus Cristo, o pão do céu. 3. Vamos rezar, vamos cantar, * o amor de Deus que nos salvou e nos quer bem. * Ele nos fez todos irmãos: * somos família no Senhor. 47 /:Eu sou o caminho, * a verdade e a vida.:/ Guardo no meu coração tua palavra, * para não te ofender. Tua fala permanece para sempre, * é eterna como o céu. Minha boca sempre canta tua palavra, * pois são justos teus preceitos. 48 (Vocacional) 1. Eu venho do Sul do e do Norte do Oeste e do Leste e todo lugar. Estradas da vida percorro levando socorro a quem precisar. Assunto de paz é meu forte eu cruzo montanhas eu vou aprender. O mundo não me satisfaz o que eu quero é a paz. O que eu quero é viver. No peito eu levo uma cruz, no meu coração o que disse Jesus (bis).2. Eu sei que eu não tenho a idade da maturidade de quem já viveu. Mas sei que eu já tenho a idade de ver a verdade o que eu quero é ser eu. O mundo ferido e cansado de um negro passado de guerra sem fim tem medo da bomba que fez e da fé que desfez. Mas aponta pra mim. 3. Eu venho trazer meu recado, não tenho passado, mas sei entender. Um jovem foi crucificado por ter ensinado a gente a viver. Eu grito ao meu mundo descrente que eu quero ser gente, que eu creio na Cruz. Eu creio na força do jovem que segue o caminho de Cristo Jesus. 49 Graças a Deus pela vida, * festa de sonho e de cor * e que nos foi concedida * como um presente de amor. Glória e louvor a vós, Senhor, * fonte de vida e de alegria, * que nos chamais a partilhar * deste mistério cada dia. Graças a Deus pela vida, * canto, silêncio, aventura, * riso e luta sofrida, * sol, esplendor, noite escura. Graças a Deus pela vida, * estrada que leva ao futuro, * rumo, chegada e partida, * flor terna, fruto maduro. 50 (Crianças) 1. Hoje é festa diferente, para quem vive como irmão. (2x) Nossa mesa tem muita gente, cresce a nossa comunhão. Sim, cantando nós iremos ao encontro do Altar, porque nós também queremos, este pão que ajuda a amar. Pai do céu, ó dai-nos de Teu perdão, que nos faz viver em comunhão. 2. Hoje é festa da esperança, amanhã será melhor. Uma Igreja sem criança, pe jardim que não tem flor. Sim, parece um sonho lindo, ter o céu em nossas mãos, com Jesus a nós se unindo, nós seremos mais irmãos. 3. Sendo assim nossa comida, Cristo quer só construir. Sua Igreja, gente unida, para o mundo redimir. A divina onipotência, como o sol dá vida à flor. Para fazer nossa inocência, por um mundo mais amor. 51 (Advento) Hoje é dia de a gente se encontrar, * hoje é dia de a gente resolver. * O Senhor no mundo quer morar, * o que é que vamos responder? É Natal! * É Natal! * O menino Jesus já nasceu! * É Natal! * É Natal! * E no meio de nós quer viver! Ele outrora não encontrou lugar, * a cidade não tinha mais pensão. * Não sabia que ele vinha dar * vida e paz, amor e salvação. Se o mundo é tão pequeno assim * que não pode a Cristo hospedar, * nossa vida é dimensão sem fim * e é nela que ele quer morar. 52 Irmão, é bom se encontrar, * é bom começar sempre de novo. * Irmão, é bom repensar, * é bom celebrar a vida do povo. 1. Caminhos abertos, olhares libertos e mãos fraternais; * amando a justiça, tirando a cobiça, nós somos iguais. As armas de guerra, jogadas por terra sem ódio e rancor; * os homens se unindo, barreiras caindo, vivendo no amor. 2. Os pobres lembrados, doentes curados, Jesus quer assim. * O irmão oprimido que anda perdido, precisa de mim. Deus abre caminhos tirando os espinhos, nos dando o perdão. * Com tanta humildade, paciente bondade, achega-se ao chão. 53 Javé o Deus dos pobres, do povo sofredor, * aqui nos reuniu pra cantar o seu louvor, * pra nos dar esperança e contar com sua mão * na construção do Reino, Reino novo, povo irmão. 1. Sua mão sustenta o pobre, * ninguém fica ao desabrigo; * dá sustento a quem tem fome * com a fina flor do trigo. 2. Alimenta os nossos sonhos, * mesmo dentro da prisão; * ouve o grito do oprimido * que lhe toca o coração. 3. Cura os corações feridos, * mostra ao forte seu poder. * Dos pequenos é a defesa; * deixa a vida florescer. 54 Junto a vós, Senhor, * queremos celebrar. 1. Queremos, Senhor, caminhar para vós * porque sois caminho de luz. 2. Queremos, Senhor, caminhar para vós * porque sois verdade e sois vida. 3. Queremos, Senhor, caminhar para vós * porque sois o nosso perdão. 4. Queremos, Senhor, caminhar para vós * e a vida convosco ofertar. 55 1. Juntos, bem presentes estamos * e na fé celebramos * nosso encontro com Deus e Senhor. * Temos nossa história da vida, * seja alegre ou sofrida, * tudo canta em sincero louvor. Viver é encontrar-se com Deus, com os irmãos. * No encontro com o mundo, está nossa missão. 2. Gestos, todo o bem que fazemos, * nesta hora trazemos * num encontro de fé, gratidão. * Passos, nos caminhos que andamos * para Deus orientamos * como um povo que quer ser irmão. 3. Tempo ocupado na lida, * a serviço da vida * corresponde ao que Deus quer de nós. * Sonhos de um mundo fraterno, * só o amor que é eterno, * pode nos garantir e nos dar. 56 Juntos como irmãos, membros da Igreja, * vamos caminhando, vamos caminhando, * juntos como irmãos ao encontro do Senhor. Somos povo que caminha num deserto como outrora, * lado a lado, sempre unido, para a terra prometida. Na unidade caminhemos: foi Jesus quem nos uniu. * Nosso Deus hoje louvemos, seu amor nos reuniu. A Igreja está em marcha: a um mundo novo vamos nós, * onde reinará a paz, onde reinará o amor. 57 (Vocacional) 1. Me chamaste para caminhar a vida contigo. decidi para sempre seguir-te e não voltar atrás. Me puseste uma brasa no peito e uma flecha na alma. é difícil agora viver sem lembrar-me de Ti. Te amarei, Senhor, te amarei Senhor, eu só encontro a paz e alegria bem perto de Ti. (2x) 2. Eu pensei muitas vezes calar e não dar nem resposta. Eu pensei na fuga esconder-me ir longe de Ti .Mas tua força venceu e ao final eu fiquei seduzido: é difícil agora viver sem saudades de Ti. 3. Ó Jesus não me deixes jamais caminhar solitário. Pois conheces a minha fraqueza e o meu .Coração; vem ensina-me a viver a vida na tua presença ,no amor dos irmãos na alegria na paz, na união. 58 (Pentecostes) 1. Não há medo incerteza ou cansaço, quando o espírito santo nos vem: quem temia recobra seu passo. Quem calava, proclama, porém. Somos povos de Deus caminheiro, testemunhas do reino que vem. Renovar corações por inteiro, não deixando de lado ninguém. 2. Toda terra se vê transformada, quando o espírito santo nos vem. E a palavra de Deus é levada, aos cativos e aos pobres também. 3. Vida nova na terra se faz, quando o espírito santo nos vem. A justiça é o caminho da paz, povo irmão: ninguém pisa ninguém. 59 (Sagrado Coração de Jesus) 1. Não sei se descobriste a encantadora luz, no olhar da mãe feliz que embala o novo ser. Nos braços leva alguém, em forma de outro eu; vivendo agora em dois, se sente renascer. A mãe será capaz de se esquecer, ou deixar de amar algum dos filhos que gerou? E se existir acaso tal mulher, Deus se lembrará de nós em seu amor. 2. O amor de mãe recorda o amor de nosso Deus; tomou seu povo no colo, quis nos atrair. Até a ingratidão inflama seu amor, um Deus apaixonado busca a mim e a ti. 60 (Natal) Nas terras do Oriente * surgiu nos céus uma luz * /:que vem brilhar sobre o mundo * e para Deus nos conduz.:/ Nasceu Jesus Salvador! * Aleluia, aleluia! * É ele o Cristo Senhor! * Aleluia, aleluia! Nasceu-nos hoje um menino, * um filho que nos foi dado. * /:É grande e tão pequenino, * Deus forte é ele chamado.:/ Cantai com muita alegria, * que grande amor Deus nos tem! /:Pequeno, pobre, escondido, * nasceu por nós em Belém.:/ 61 (Sagrado Coração de Jesus) 1. No coração de Deus, encontrei a fonte do amor, que me amou até o fim e entregou-se a si mesmo por mim. No coração ferido, traspassado do salvador, contemplei a fonte da vida, que eu proclamo com todo ardor. Profeta, profeta do amor, és ministro da reparação. Profeta, profeta do amor, o teu grito, é a nossa canção. 2. No coração do mundo, percebi a ingratidão, desta gente que não vê: nosso Deus também tem coração. No rosto do oprimido, do meu povo em aflição, contemplei a face do cristo, que suplica por libertação. 3. No coração da igreja, partilhamos do mesmo pão, ao redor da mesma mesa, uma grande família de irmãos. Dentro do nosso peito, bate um novo coração, que repete a cada instante, somos um na mesma oblação. 62 No meio da tua casa recebemos ó Deus a tua graça! Sem fim nossa louvação, pois a justiça está toda em tuas mãos! Alegrai-vos no Senhor! Quem é bom venha louvar! * Peguem logo o violão e o pandeiro pra tocar. * Para ele um canto novo * vamos, gente, improvisar. Ele cumpre o que promete, * podem nele confiar! * Ele ama o que é direito e ele sabe bem julgar. * Sua palavra fez o céu, * fez a terra e fez o mar. Ele faz do mar um açude * e governa os oceanos. * Toda a terra a ele teme, mesmo os corações humanos. * Tudo aquilo que ele diz, * não nos causa desenganos. Põe abaixo os planos todos * desses povos poderosos * e derruba os pensamentos dos malvados, orgulhosos. * mas os planos que ele faz * vão sair vitoriosos. 63 (Quinta-feira santa) Nós nos gloriamos na cruz de nosso Senhor, * que hoje resplandece com o novo mandamento do amor. Na ceia da Nova Aliança, Jesus na tarde santa ao Pai se entregou. * Na ceia que hoje acontece o povo oferece a Deus o seu louvor. Comer e beber pão e vinho, sinais de carinho, anúncio do amor! * Na luta de cada jornada, a cruz é pesada. salvai-nos, Senhor. Viver, partilhar cada dia a dor, a alegria, nos faz celebrar * a páscoa de Cristo, de novo, na vida do povo, pra ressuscitar. O povo, carrega tua cruz no escuro e na luz, marchando assim vai. * A cruz plenifica a vida, resposta sofrida, vontade do Pai. 64 1. Nós somos testemunhas do que Jesus falou. Nós somos missionários do reino que deixou. Pois é nossa missão profetas da alegria amar o nosso irmão, viver da eucaristia. Feliz é quem habita a casa do senhor. Feliz é quem revive ali o seu amor. 2. Aqui e agora somos profetas do amanhã, artífices da paz, vivendo a fé cristã. 3. Nós somos os herdeiros da ressurreição, pois Cristo é a meta da nossa salvação. 4. O Cristo , nossa páscoa, foi quem nos escolheu. Pra difundir o reino e o amor que o Pai nos deu. 65 1. Nossa alegria é saber que um dia, todo este povo se libertará. Pois Jesus Cristo é o Senhor do mundo, nossa esperança realizará. (2x) 2. Jesus manda libertar os pobres, ser cristão é ser libertador. Nascemos livres, pra crescer na vida, nunca ser pobre, nem morrer na dor. (2x) 3. Vejo no mundo tanta coisa errada, a gente pensa em desanimar. Mas que tem fé, sempre está com Cristo, tem esperança e força pra lutar. (2x) 4. Não diga nunca que Deus é culpado, quando na vida o sofrimento vem. Vamos lutar que o sofrimento passa, pois Jesus Cristo já sofreu também. (2x) 5. Libertação se encontra no trabalho, mas há dois modos de se trabalhar: Há quem trabalha escravo do dinheiro, há quem procura o mundo melhorar. (2x) 66 Nossa fé no mesmo Deus nos reuniu, * seu amor em Jesus Cristo nos uniu. * Em Jesus de Nazaré somos irmãos * e o mundo inteiro nos chama de cristãos. Relembrando aquilo que Jesus pediu, * que soubéssemos viver no seu amor, * reunimos nesta ceia de amizade * a comunidade do povo do Senhor. /:Somos cidadãos do Reino, * do Reino de Jesus de Nazaré.:/ Ao redor da mesa santa do Senhor, * nossa gente se faz povo por amor. * Em Jesus de Nazaré somos irmãos * e carregamos a história em nossas mãos. Cada vez que oferecemos vinho e pão, * que se tornam nosso ponto de união, * revivemos, num momento, a unidade, * a eternidade da nossa religião. 67 (Vocacional) Nossos corações em festa * se revestem de louvor, * pois, aqui se manifesta * a vontade do Senhor * que nos quer um povo unido * a serviço da missão, * animado e destemido, * por amor e vocação. /:Cristo, Mestre e Senhor, * pois eterno é seu amor; * nesta fonte de água viva * somos hoje seus convivas.:/ Nossos passos já se encontram * a caminho do altar; * nossas vozes já decantam * o que vimos proclamar * neste mundo tão bonito * mas, que pede redenção, * nosso “sim” ao Deus bendito, * por amor e vocação. Nós queremos operários, * mensageiros do Senhor, * que nos façam solidários * a serviço do amor, * construtores da justiça, * empenhados na missão, * contra toda a injustiça, * por amor e vocação. Nossa Igreja necessita * de mais fibra e mais vigor, * e de gente que acredita * no chamado do Senhor; * que dê pão a quem tem fome * e justiça a quem tem pão, * e bendiga o seu nome, * por amor e vocação. 68 (Páscoa) Novo sol brilhou! A vida superou, * sofrimento, dor e morte, tudo enfim. * Nosso olhar se abriu, * Deus mesmo se incumbiu * de tomar-nos pela mão assim. /:O Deus de amor, * jamais se descuidou * em seu vigor, * Jesus ressuscitou!:/ Estender a mão, abrir o coração, * acolher, compartilhar e perdoar. * É fazer o céu * cumprir o seu papel, * já na terra tem que vigorar. 69 (Vocacional) 1. O Senhor me chamou a trabalhar, a messe é grande a ceifar. A ceifar, o Senhor me chamou: Senhor,aqui estou. Vai trabalhar pelo mundo afora. Eu estarei até o fim contigo. Está na hora, o Senhor me chamou: Senhor,aqui estou! 2. Dom de amor é a vida entregar, falou Jesus e assim o fez. Dom de amor é a vida entregar: Chegou a minha vez. 3. Todo o bem que na terra alguém fizer, Jesus no céu vai premiar. Cem por um já na terra ele vai dar: no céu vai premiar. 4. Teu irmão a tua porta vem bater, não vais fechar teu coração. Teu irmão a teu lado vai sofrer: vai logo socorrer. 70 /:Ó Pai, somos nós o povo eleito * que Cristo veio reunir.:/ Pra viver da sua vida, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! Pra ser Igreja peregrina, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! Pra anunciar o Evangelho, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! Pra servir na unidade, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! Pra celebrar a sua glória, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! Pra construir um mundo novo, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! Pra caminhar na esperança, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! Pra ser sinal de salvação, aleluia, * o Senhor nos enviou, aleluia! 71 1. Ó Senhor, nós estamos aqui, * junto à mesa da celebração; * simplesmente atraídos por vós * desejamos formar comunhão. Igualdade, fraternidade, * nesta mesa nos ensinais. * /:As lições que melhor educam * na Eucaristia é que nos dais.:/ 2. Todos cantam o vosso louvor, * pois em vós todos somos irmãos; * ouviremos com fé, ó Senhor, * os apelos de libertação. 3. Este encontro convosco, Senhor, * incentiva a justiça e a paz, * nos inquieta e convida a sentir * os apelos que o pobre nos faz. 72 (Advento) O Senhor está pra chegar; * já se cumpre a profecia * e o seu Reino, então, será * liberdade e alegria. * E as nações, enfim, recebem * salvação a cada dia. /:Das alturas orvalhem os céus * e das nuvens que chova a justiça; * que a terra se abra ao amor * e germine o Deus Salvador.:/ Vem de novo restaurar-nos. * De que lado estarás? * Indignado contra nós? * E a vida não darás? * Salvação e alegria, * outra vez não nos trarás? Escutemos sua Palavra: * é de paz que vai falar, * paz ao povo e aos seus fiéis, * a quem dele se achegar. * Está perto a salvação * e a glória vai voltar. 73 (Páscoa) O Senhor ressurgiu, aleluia, aleluia! * É o Cordeiro pascal, aleluia, aleluia! * Imolado por nós, aleluia, aleluia! * É o Cristo Senhor, ele vive e venceu, aleluia! O Cristo Senhor ressuscitou, * a nossa esperança realizou; * vencida a morte para sempre, * triunfa a vida eternamente. O Cristo remiu a seus irmãos, * ao Pai os conduziu por sua mão; * no Espírito Santo unida esteja * a família de Deus, que é a Igreja. O Cristo, nossa páscoa, se imolou, * seu sangue da morte nos livrou; * incólumes o mar atravessamos * e à terra prometida caminhamos! 74 (Páscoa) /:Ó vem cantar comigo irmão, * nesta festa da ressurreição.:/ Jesus está vivo, é rei vencedor. * O céu e a terra lhe cantam louvor. * Aleluia! Aleluia! A tua vitória, ó morte onde está? * A sorte dos pobres Jesus quis mudar. * Aleluia! Aleluia! Da terra, do pranto, do mal e da dor, * Jesus abre as portas pro Reino do amor. * Aleluia! Aleluia! É o dia da graça, a páscoa da vida. * Venceu a aliança por Deus garantida. * Aleluia! Aleluia! Bendito pra sempre o Pai Criador * que mata a morte, é libertador. * Aleluia! Aleluia! 75 (Sagrado Coração de Jesus) 1. Outra vez o nosso povo está, reunidos para celebrar, esta ceia que Jesus mandou, para quem quisesse partilhar. Outra vez o nosso povo irá, relembrar que somos povo irmão, e fazendo que Jesus mandou, viveremos no seu coração. O nosso Deus tem coração de Pai, o nosso Deus não é um Deus distante, Jesus Cristo no-lo revelou: somos um povo que Jesus amou. 2. Jesus Cristo que por nós viveu, para o mundo foi reparação, e uma forma de viver nos deu, no mistério do seu coração. Sua vida é nossa redenção, seu amor nunca voltou atrás. Imitemos o seu coração, se quisermos encontrar a paz. 76 /:Pelos caminhos que ele conduz, há sempre vida, há sempre luz!:/ Cristo nos reúne neste alegre encontro * para celebrar a vida em doação: * vida que não mede horas de trabalho, * vida para o irmão. Ser fiel a Cristo, ser fiel ao povo; * vem nos confirmar na própria vocação. * Luz que não se apaga, vida que não morre, * é ressurreição. Festa de alegria pela fé que temos, * pelo que vivemos, juntos no Senhor. * Ele dá seu corpo, ele dá seu sangue, * ele é bom pastor. 77 (Páscoa) 1.Por sua morte, a morte viu o fim. Do sangue derramado a vida renasceu. * Seu pé ferido nova estrada abriu; e neste Homem, o homem enfim se descobriu. Meu coração me diz: * o amor me amou * e se entregou por mim. * Jesus ressuscitou! * Passou a escuridão, * o sol nasceu! * A vida triunfou, Jesus ressuscitou! 2. Jesus me amou e se entregou por mim! Os homens todos podem o mesmo repetir. * Não temeremos mais a morte e a dor; o coração humano em Cristo descansou. 78 (Vocacional) Profetas anunciaram e Cristo se encarnou. * /:O que era só mistério, nascendo se revelou.:/ Como o seio de Maria é fecundo e dá à luz, * toda a história amadurece, frutifica em Jesus. Cristo nasce no silêncio e na paz do coração. * Nossa vida deve sempre revelá-lo ao irmão. 79 Povos todos, toda gente, línguas, raças, religiões; Nova história e horizonte, novo chão sem exclusões. 1. Caminhamos para a terra, onde corre leite e mel, dignidade nós veremos, nova terra e novo céu. 2. Solidários, irmanados, na justiça e no perdão, romperemos as cadeias, da miséria e opressão. 3. Nossos lábios cantem sempre, quem da vida é o Senhor, os direitos respeitados, são também nosso louvor. 80 (Vocacional) 1. Quando chamaste os doze primeiros pra te seguir * sei que chamavas todos os que haviam de vir. /:Tua voz me fez refletir, * deixei tudo pra te seguir; * nos teus mares eu quero navegar.:/ 2. Quando pediste aos doze primeiros: ide e ensinai! * Sei que pedias a todos nós: "evangelizai!" 3. Quando enviaste os doze primeiros, de dois em dois, * sei que enviavas todos os que viessem depois. 81 Que alegria, quando me disseram: * vamos à casa do nosso Pai! Eterno Pai, tu nos chamaste à vida: * nós somos filhos do teu grande amor; * uma família sempre agradecida * que se reúne para o teu louvor. Na tua casa, ao redor da mesa, * os que vieram vão se dando as mãos. * E tu contemplas toda essa riqueza * de ver os filhos sempre mais irmãos. E sobre a mesa, numa santa ceia, * Jesus se faz o teu sagrado pão. * Em nossas vidas, teu amor semeia, * para colher os dons da salvação. 82 /:Quem tem a graça * de em vossa casa poder morar? * Quem a justiça * busca e conquista, com Deus está.:/ Vamos entrando com alegria * pois em família todos são irmãos; * e se esta casa de Deus é grande, * maior ainda, o seu coração! /:Quem co'a verdade, * sem falsidade ama o seu irmão. * Quem não difama, * o mal não trama no coração.:/ /:Quem não se vende * contra o inocente, e detesta o mal. * Quem não explora, * na dor não falta, promete e faz!:/ 83 (Páscoa) Reunidos em nome do Pai, * na alegria de sermos irmãos, * /:pra celebrar a vida que nasce. * É vida nova, é ressurreição!:/ Já não existe mais trevas, * o sol já nasceu no horizonte * pra iluminar toda a vida * de quem beber dessa fonte. Novo caminho se abriu * com essa ressurreição. * A vida vencendo a morte * nos trouxe a libertação. 84 1. Sabe quanto custa um filho seu partir, certo que esta herança poupará suor? O silêncio diz que vai se ferir, ao cair em si, nada ao seu redor. Vamos preparar tudo sem igual, tragam do rebanho o que melhor cresceu. Roupas e um anel, nem perguntem qual, que hoje este meu filho renasceu! 2. Sabe quanto custa ter um filho seu, longe, sem notícia, descuidado assim? A esperança diz que não se perdeu: logo voltará tenho bem pra mim. 3. Sabe quanto custa ter um filho ao léu, fome, desconsolo, triste, e sem ninguém? Coração me diz: vai sentir-se um réu, mas se levantar saberá também. 85 (Advento) 1. Senhor quem entrará, no Santuário pra Te louvar? (2x) Quem tem as mãos limpas e um coração puro. Quem não é vaidoso, e sabe amar. (2x) 2. Senhor eu quero entrar no Santuário pra Te louvar. (2x) Ó Dá-me mãos limpas, e um coração puro. Arranca a vaidade, ensina-me a amar.(2x) 3. Senhor já posso entrar no Santuário pra Te louvar. (2x) Teu sangue me lava, teu fogo me queima. O Espírito Santo, inunda meu ser. (2x) 86 (Vocacional) Senhor se tu me chamas, eu quero te ouvir. Se queres que eu te siga, respondo: eis-me, aqui! (ris) 1. Profetas te ouviram e seguiram tua voz, andaram mundo afora e pregaram sem temor. Seus passos tu firmaste, sustentando seu vigor. Profeta, tu me chamas: vê, senhor, aqui estou. 2. Nos passos do teu filho toda a igreja também vai, seguindo teu chamado de ser santa qual Jesus. Apóstolos e mártires se deram sem medir. Apóstolo me chamas: vê, senhor, aqui estou! 3. Os séculos passaram, não passou porém tua voz, que chama ainda hoje, que convida a te seguir. Há homens e mulheres que te amam mais que a si. E dizem com firmeza: vê, senhor, estou aqui! 87 (Advento) Senhor, vem salvar teu povo * das trevas da escravidão. * Só tu és nossa esperança, * és nossa libertação. /:Vem, Senhor, vem nos salvar, * com teu povo vem caminhar.:/ Contigo o deserto é fértil, * a terra se abre em flor. * Da rocha brota água viva, * da treva nasce esplendor. Tu marchas à nossa frente. * És força, caminho e luz. * Vem logo salvar teu povo, * não tardes, Senhor Jesus. 88 Somos gente nova vivendo a união, * somos povo semente de nova nação, ê, ê! * Somos gente nova vivendo o amor, * somos comunidade, povo do Senhor, ê, ê! Vou convidar meus irmãos trabalhadores, * operários, lavradores, biscateiros e outros mais. * E juntos vamos celebrar a confiança * nossa luta na esperança de ter terra, pão e paz. Ê, ê! Vou convidar Conceição e Ana Maria, * a mulher que, noite e dia, luta e faz nascer o amor. * E reunidos no altar da liberdade * vamos cantar a verdade, vamos pisar sobre a dor. Ê, ê! Vou convidar criançada e juventude, * tocadores me ajudem, vamos cantar por aí. * O nosso canto vai encher todo o país. * Velho vai dançar feliz, quem chorou vai ter que rir. Ê, ê! Desempregados, pescadores desprezados * e os marginalizados, venham todos se ajuntar * à nossa marcha para a nova sociedade. * Quem nos ama de verdade, pode vir, tem um lugar. Ê, ê! 89 (CF 2000) Somos gente da esperança * que caminha rumo ao Pai. * Somos povo da Aliança * que já sabe aonde vai. De mãos dadas a caminho * porque juntos somos mais, * pra cantar o novo hino * de unidade, amor e paz. Para que o mundo creia * na justiça e no amor, * formaremos um só povo, * num só Deus, um só Pastor. Todo irmão é convidado * para a festa em comum: * celebrar a nova vida * onde todos sejam um. 90 Subiremos montanhas sagradas, colinas suaves do amor cristão. * Lá do alto, Jesus nos acena, mostrando o caminho da salvação. 1. Vamos seguindo para o altar, * onde Jesus se dá no pão. * Vamos dizer, pelo cantar, * a prece do coração. * Deus que desceu do alto céu, * veio servir-nos de farol * neste caminho envolto em véu, * em busca do grande sol. 2. É o sacrifício de Jesus * que se renova uma vez mais * para o cristão ter nova luz * e força para seus ais. * Esta é a ceia do Senhor * que nos remiu de todo o mal. * Somos convivas do amor * em busca do bem final. 91 (Vocacional) Tem que ser agora, já chegou a hora da condivisão. * Deus é Pai da gente, fez-nos diferentes, mas nos quer irmãos. /:Eu sou dizimista, eu sou. * Vou ser dizimista, eu vou. * Vamos partilhar o que Deus nos dá, * todo o nosso amor.:/ Oh! que maravilha, festa da partilha, sem obrigação. * Deus é Pai bondoso, é tão generoso, multiplica o pão. Os irmãos carentes, pobres e doentes, se alegrarão * quando a nossa oferta for de mão aberta, for de coração. 92 (Vocacional) 1. Um dia escutei teu chamado, divino recado, batendo no coração. Deixei deste mundo as promessas e fui bem depressa no rumo da tua mão. Tu és a razão da jornada, tu és minha estrada, meu guia, meu sim. No grito que vem do teu povo te escuto de novo chamando por mim. 2. Os anos passaram ligeiro, me fiz um obreiro do reino de paz e amor. Nos mares do mundo navego e às redes me e, tornei-me teu pescador. 3. Embora tão fraco e pequeno caminho sereno, com a força que vem de ti. A cada momento que passa revivo esta graça de ser teu sinal aqui 93 /:Vamos, irmãos, agradecer ao Deus da vida. * Somos seu povo, sua Igreja reunida.:/ O teu povo reunido, * ó Pai nosso, Deus perdão, * vem pedir a tua graça * que converte o coração. Jesus Cristo que nos deste, * nossas dores carregou, * quer saúde para todos, * pois seu sangue nos curou. Vem livrar-nos do egoísmo, * ambição, indiferença, * que oprimem o teu povo * e são causa de doença. 94 Vamos aclamar o Senhor * entre cantos de alegria! * Vamos aclamar o Senhor, * celebrar o nosso Deus! Cantai um cântico novo, * cantai a Deus terra inteira! * Porque ele fez maravilhas * e deu-nos a salvação. Fez aliança de amor * em Jesus Cristo, seu Filho, * o nosso libertador, * a nossa luz e caminho. Vamos à ceia de Cristo, * vamos em festa de paz, * cantar a nossa alegria * de sermos povo de Deus. Felizes os convidados * para a ceia do Senhor, * são testemunhas de Cristo * para seguir o amor. 95 (Pentecostes) /:Vem Espírito Santo, * vem e não demores, * vem e não demores!:/ Faz dos cristãos que aqui estão * tuas testemunhas da ressurreição, * da luta pela paz e o amor, * da luta por um mundo melhor. Vem animar a nossa missão, * vem trazer à Igreja um novo vigor. * Vem iluminar nossa vida, * vem nos unir como irmãos. Vem Espírito Santo e não demores, * vem renovar a face da terra. * Vem eliminar toda guerra, * vem libertar o teu povo! 96 (Vocacional) Vem, caminheiro, o caminho é caminhar. Vai, peregrino, meu amor testemunhar. (2x) 1. Eu escutei os clamores do meu povo, e pensei no mundo novo que está no coração, de cada homem que responde à vocação. 2. Você que tem o futuro pela frente, anda muito descontente e não tem tempo pra pensar: Deus tem um plano pra você realizar. 3. Nosso Senhor é a parte da herança, pra quem vive na esperança sem orgulho e sem temor. A liberdade é conquistada com amor. 97 (Pentecostes) Vem, vem, vem! * Vem Espírito Santo de amor! * Vem a nós, * traz à Igreja um novo vigor! 1. Presente no início do mundo, * presente na Criação, * do nada geraste a vida, * que a vida não sofra no irmão. 2. Presença de força aos profetas, * que falam sem nada temer; * contigo sustentam o povo * na luta que vão empreender. 3. Presença que gera esperança, * Maria, por ti concebeu. * No povo renasce a confiança, * ó Espírito Santo de Deus. 4. Presença com força de vida, * presença de transformação. * Tiraste a vida da morte, * em Cristo, na ressurreição. 5. Presença na Igreja nascente, * os povos consegues reunir; * na mesma linguagem se entendem. * O amor faz a Igreja surgir. 98 Vem, vem meu bem, vamos cirandar, nesta ciranda do amor, vem que eu vou, vou me alegrar. 1. Levanta a bandeira, já vem o amanhecer, o sol já vem raiando, é o novo tempo que vamos ver. 2. Nós somos romeiros na terra negada, acreditamos na luta, é nossa conduta, o trabalho, a enxada. 3. Deus nos prometeu a libertação, mas só tem seu favor, quem em marcha, for pisar firme o chão. 4. Faz, faz meninada o sonho acontecer, no passo para a liberdade, pisa na maldade, o amor vai vencer. 5. Toca negro, toca negra, vem dançar, o toque do teu tambor, vem da dor nos libertar. 6. Canta minha gente sem desanimar, enquanto persiste matança, canta a esperança que o dia virá. 99 (Páscoa) Vence a tristeza, enxuga o pranto, ó meu povo. Vem cantar um canto novo, Deus da vida aqui está (2x). 1. Quem ama a Deus e está unido ao seu irmão, não há porque ficar sem medo e sem saber o que vai ser do mundo amanhã. Quem da fome sobreviver. Está em nós a luz do amor que vai vencer. 2. O pobre grita e o grito não é em vão. E cada esforço em nome dele vai valer. É por isso que vou cantar. Deus amigo me escuta e me vê. Semente boa está na terra e vai nascer. 3. Como é bonito, ó meu Deus, a terra, o mar, a flor, o pássaro, e uma mão plantando a paz. Tudo é nosso e nós somos irmãos. O futuro é a gente que faz. Deus é amor e quem amar sempre é capaz. 100 (Crianças) Venham todos, batam palmas, * hoje é festa, é louvação. * Nós crianças, muito alegres, * com Jesus no coração, * somos uma só família, * a Igreja é nosso lar. * Nosso encontro com o Cristo nós viemos celebrar. /:Este encontro tão feliz, * nosso Pai nos preparou * e nos vem alimentar, * e nos vem alimentar, * com Jesus o pão do amor.:/ O amor de Deus nos salva, * ele nos quer tanto bem. * Vamos nele caminhar, * dar a paz a quem não tem. * Vem, Jesus, ao nosso encontro; * é a nossa refeição. * Ele aumenta a nossa força, nosso amor e união. 101 (Vocacional) 1. Venham trabalhar na minha vinha, dilatar meu Reino entre as nações. Convidar meu povo ao banquete. Quero habitar nos corações. Unidos pela força da oração, ungidos pelo espírito da missão, vamos juntos construir uma Igreja em ação. 2. Venham trabalhar na minha vinha, espalhar na terra o meu amor. muitos não conhecem a Boa Nova, vivem como ovelhas sem pastor. 3. Venham trabalhar na minha vinha, com fervor meu nome proclamar. Que ninguém se queixe ao fim do dia, ninguém me chamou a trabalhar. 102 (Vocacional) 1. Venham todos, vamos juntos ao encontro do Senhor; Ele mesmo nos convida para a ceia do amor. Jesus Cristo, água viva, vem conosco celebrar, num fraterno conviver, nossa vida renovar. Pela água que dá vida, pelos dons da criação, ó senhor do universo, eis a nossa louvação. 2. Senhor Deus, Pai de bondade, Criador de todo ser, vem trazer-nos conversão e ensinar-nos a viver. Como outrora, no deserto, saciaste o teu povo. Vem, Senhor, vem saciar-nos, e faremos mundo novo. 3. Pela água do batismo vida nova recebemos, e, na fonte da palavra, de tua graça nós bebemos; para sermos, ó Senhor, solidários com os irmãos que ainda não tiveram vida plena, salvação. 103 (Páscoa) /:Verdadeiro homem novo, ressurgiu da cruz. * Ressuscitou Jesus!:/ Eis a Páscoa para toda a humanidade, aleluia! * Eis a Páscoa: eis a grande novidade no Senhor, aleluia! Tempo novo onde Cristo ressuscita, aleluia! * Nova história onde o homem participa no Senhor, aleluia! Luz que brilha ilumina nossos passos, aleluia! * Força nova que sustenta nossa vida no Senhor, aleluia! Água viva no Batismo nos renova, aleluia! * Caridade é o sinal que nos aprova no Senhor, aleluia! 104 (Infância Missionária) Vida abundante ao mundo ofereço, quero acender a chama do amor sou missionário e mesmo pequeno sirvo alegre ao Reino de Deus Mãe de Jesus e das crianças, que mais precisam do nosso amor. Acolhe a todos sob o teu manto. Guia-nos sempre para o Senhor. Seguindo os passos dos padroeiros. Vamos a vida inteira doar. Como Francisco e Teresinha. Nossa missão é Cristo anunciar. Com alegria construiremos, Senhor Jesus teu Reino de amor! A Boa Nova anunciaremos. Com nossa vida teu nome, Senhor! 105 Vimos o Senhor e aqui nos encontramos, * entre nós está o Cristo Bom Pastor. * Ele nos congrega como seus amigos * para revelar, do Pai, o imenso amor. Senhor, é bom nós estarmos aqui * junto à fonte das águas vivas. * Mas o clamor e a sede do irmão * desperta nossa fé, envia em missão. Vimos o Senhor e aqui nos encontramos * para entender o amor e a doação. * Ele é nosso mestre, ele nos ensina * como realizar a nossa vocação. Vimos o Senhor e aqui nos encontramos * para escutar sua voz que nos chamou. * Ele nos garante sempre estar conosco, * em todo o lugar que o Pai nos indicou. 106 Vimos te encontrar em tua casa, ó Senhor. * Somos o teu povo, rREeunido em teu amor, * reunido em teu amor. Ó Pai, nos reunimos em torno do altar * pra celebrar a ceia, memória do Senhor. * Trazemos nossa vida, queremos te louvar; * por aquilo que nos dás, nosso canto é gratidão. Ó Pai, nos alegramos em torno do altar, * em celebrar a ceia, em nome do Senhor. * És fonte de alegria, queremos te seguir; * pois um dia nos darás um lugar bem mais feliz. Ó Pai, nos encontramos em torno do altar, * pra celebrar a ceia, presença do Senhor. * Perdão das nossas faltas queremos te pedir, * por aquilo que nos faz separar-nos de ti. 107 Vimos hoje cantar os louvores do Senhor, que nos cobre de bens. Jubilamos, nós vamos a ele, dando graças a nosso Senhor. 1. O Senhor está sempre conosco, é o caminho que leva ao Pai. Nossa vida será ação de graças, pelo amor que nos tem nosso Deus. 2. No Senhor está a nossa esperança, pois é ele o Deus salvador. Encontramos aqui a alegria e o sustento à vida de amor. 3. Nosso Deus é um Deus de bondade, que a seus filhos só quer todo bem. Pelas graças e bênçãos da vida, somos gratos pra sempre ao Senhor. 108 (Natal) Vinde, irmãos e exultai na alegria, * do céu vede mistérios sem véus. * E com anjos cantai na harmonia: * glória a Deus no mais alto lá dos céus! Feliz Natal, nasceu Jesus! * Brilhou a luz do eterno amor. * Glória e louvor ao dom do céu! * Emanuel, Deus Salvador! Paz aos homens de boa vontade, * lá no céu cantam anjos também. * É Jesus vindo a nós na humildade. * Toda terra se torna então Belém. Em mistério, sorri o menino, * no aconchego e ternura dos pais. * E louvores ao Deus pequenino, * vêm pastores cantando sempre mais. Hoje o sonho de Deus tudo abraça * para tudo salvar pelo amor. * E é Jesus, dom do Pai, pura graça, * Rei da paz, Verbo eterno e Salvador.